Carlos Geilson, Comandante Anselmo e Comandante Uzeda

Carlos Geilson, Comandante Anselmo e Comandante Uzeda

Pleitos na área de segurança de Feira de Santana e região foram discutidos pelo deputado estadual Carlos Geilson (PSDB) em audiência com o coronel Anselmo Brandão, Comandante-Geral da Polícia Militar da Bahia, e o Coronel Paulo Uzeda, Comandante do COPPM (Comando de Operações Policiais Militares), na tarde desta quarta-feira (17/5), no Quartel do Comando Geral da PM-BA.

Na oportunidade, o parlamentar solicitou mais efetivos para Feira e cidades da região, que reclamam muito do quantitativo reduzido e da necessidade do reforço do serviço de inteligência na Bahia, para ações mais rápidas e efetivas. Outra solicitação abordada por Geilson foi a necessidade de um segundo colégio da Polícia Militar em Feira de Santana, que é uma bandeira do vereador Marcos Lima.

“O tráfico está tomando conta da Bahia, e infelizmente está muito forte na minha querida Feira de Santana. Não podemos perder a guerra”, frisou.

Sobre as ações de melhorias na segurança da Princesa do Sertão, o coronel Uzeda informou que nos últimos anos foram realizadas melhorias e reforços na cidade, como o Esquadrão de Motociclistas, a Rondesp, Cavalaria, Companhia Independente de Policiamento de Guarda e o aumento do número de efetivos e viaturas.

Ainda em resposta aos questionamento do deputado Carlos Geilson, o Comandante Anselmo disse que um novo colégio militar para atender os feirenses tem uma certa dificuldade em acontecer, pois a polícia perde um grande número de efetivos. No entanto, afirmou que a depender da quantidade de alunos, uma ampliação pode ser feita no local, já que a requer um número menor de profissionais.

O Comandante ainda disse que tem uma ideia em discussão, que pretende importar o modelo de ensino do colégio militar, para as escolas municipais que se interessarem em adotar a metologia.