“O que leva um governo a esconder informações da população, mesmo que de fatos públicos e de assuntos de público interesse?”, questionou o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), em pronunciamento na Assembleia Legislativa da Bahia, nesta segunda-feira (13/11). O parlamentar se referiu ao fato do Governo da Bahia divulgar o laudo pericial da Polícia Técnica sobre as causas do desmoronamento de parte do Centro de Convenções meses após ficar pronto.

O desmoronamento ocorreu em setembro do ano passado. O laudo ficou pronto em maio deste ano e, só foi divulgado na sexta-feira (10/11). “Esse laudo vinha sendo mantido sob sete chaves nas gavetas do governo, apesar das cobranças dos deputados da oposição e da imprensa. Qual era o medo? Medo de perder apoio? Receio de perder uma eleição? Arrogância? Fuga da responsabilidade? Inclinação totalitária? Desprezo para com o dever da transparência aos atos públicos?”, alfinetou Geilson.

O deputado ressaltou que foi preciso a intervenção do Ministério Público do Estado, que em setembro passado, quando cobrou oficialmente do governo o resultado da perícia. “Dois meses depois, sem condições de continuar escondendo, o governo tornou público o laudo”. Segundo Geilson, o resultado do laudo em nada difere do que a imprensa e os deputados da oposição vêm dizendo há muito tempo. “Foi mesmo falta de manutenção e a responsabilidade é do governo, que abandonou o equipamento, indiferente à sua importância para o turismo da Bahia”, afirmou.

Geilson disse que é triste ver um governo que se diz republicano, uma administração que se diz transparente, “mandar os escrúpulos às favas e seguir a receita de Ricúpero: o que é bom a gente fatura; o que é ruim, a gente esconde”.