Além cometer uma verdadeira pedalada fiscal, gastando mais do que arrecadou em 2017 e deixando um rombo de quase R$ 1,6 bilhão para ser pago no ano seguinte, o Governo da Bahia esbanjou quase R$ 162 milhões em propaganda, apontou o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (6).

Gelsison disse que o gasto exagerado do governo com propaganda – um aumento de 28% em relação ao ano anterior – foi criticado pela conselheira Carolina Costa, durante a sessão do Tribunal de Contas do Estado que apreciou as contas do governo referentes a 2017 e as aprovou, na terça-feira (5).

“O governo do PT, que alega não dispor de recursos para sequer recompor as perdas salariais do funcionalismo com a inflação, aumentou em quase 30% seus gastos com propaganda de um ano para outro”, disse.

Segundo Geilson, o Governo do Estado vive de propaganda, mas a Bahia real registrou 7.171 assassinatos em 2016, de acordo com o Mapa da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), do Ministério do Planejamento.

“Na propaganda do governo, paga com o dinheiro do contribuinte, a Bahia é um paraíso, mas a vida real é bem diferente. Eu quero morar na propaganda do governo”, ironizou o deputado.