MOÇÃO DE PESAR PELA MORTE DO CONSTRUTOR DE TRIOS ELÉTRICOS ORLANDO TAPAJÓS.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA faz inserir na ata dos seus trabalhos Moção de Pesar pela
morte do construtor de trios elétricos Orlando Tapajós, aos 85 anos, em Salvador. A morte
ocorreu no dia 17 de junho do corrente ano.

Orlando Campos de Souza, mais conhecido como Orlando Tapajós, desfilou pela primeira vez no
Carnaval de Periperi, no subúrbio de Salvador, em 1956. Seis anos depois, criou a primeira
carroceria metálica e independente da estrutura do caminhão. Com isso, ele foi responsável
pela revolução estética do trio elétrico.

No ano de 1972, após construir diversos trios, Orlando Tapajós inventou o mais famoso
deles, a Caetanave. Todos os trios que criava, ele batizava. Sabia que chamaria aquela
criação de “nave”. A ideia do nome completo foi inspirada em Caetano Veloso, que acabara de
voltar do exílio em Londres (Inglaterra). A Caetanave foi para as ruas naquele ano e a
homenagem emocionou Caetano, que desfilou no trio com Gilberto Gil, Gal Costa e Maria
Bethânia.

Orlando Tapajós foi homenageado no Carnaval de Salvador em 2016, quando também teve um
circuito da folia batizado com o seu nome. O circuito compreende o trecho do Clube Espanhol
ao Farol da Barra, no contrafluxo do circuito Barra-Ondina (Dodô). O circuito fica em
atividade durante as festas pré-carnavalescas, como o Pipoco e Furdunço.

Nesta data de grande perda, a Assembleia Legislativa lamenta profundamente a morte do
construtor de trios elétricos Orlando Tapajós, um homem deixou sua marca incontestável
naquela que é a maior festa de rua do planeta. Que Deus conforte os corações dos seus
familiares e amigos neste momento de imensa dor.

Dê-se ciência da presente moção aos familiares e amigos de Orlando Tapajós.

Sala das Sessões, 18 de junho de 2018

Deputado Carlos Geilson